Image Map A Providência: ANIME: ANOTHER    

ANIME: ANOTHER



Autor: Yukito Ayatsuji
Direção: Tsutomu Mizushima
Exibição: 10 de janeiro de 2012 – 26 de março de 2012
Gênero: Mistério, terror, drama
Nota: 9,5
Número de episódios: 12

Não acredito... Você? Você aqui de novo? Como assim você ainda não me esqueceu. Meu Deus, você deve me amar mesmo. Mas já que você está aqui, que tal esquecermos que eu esqueci que tinha lembrado que tinha um blog que não poderia esquecer de ter esquecido... Tá, aonde eu estou? Tô brincando, meu caro leitor. Hoje, para me desculpar com você pelo tempo que passei sem computador, no frio do meu quarto, sem digitar para o meu blog, tendo pesadelos, enquanto chorava, seu insensível... Tô brincando de novo. Agora, falando sério. Hoje será o dia que vou estrear os animes aqui no blog. Ele está ficando cada vez maior, e para permitir que ele continue assim, eu preciso que você continue acessando e convidando seus amigos. Sendo eles físicos ou imaginários. E para começar esse novo ciclo, eu apresento para vocês, nada mais nada menos do que “Another”. Esse anime de terror, mistério e drama grita para você assisti-lo. Vamos nessa?

O anime começa explicando como toda a história por trás surgiu. E nela, encontramos o dedicado e atlético aluno da classe 3-3 da escola Yomiyama Norte, Misaki Yomiyama. Esse garoto exemplo acaba morrendo de repente, e a sala, por algum motivo, decidi continuar suas atividades como se Yomiyama estivesse vivo. Algo um pouco macabro para estudantes de uma escola. Mas pensando bem, é o Japão. Isso deve acontecer por lá, haha. Enfim... Após essa atitude bizarra da sala, no dia da foto de graduação da turma, outra coisa sinistra aconteça. Sabe o menino que morreu inesperadamente? Pois é, ele aparece na foto como se estivesse junto aos seus colegas. Bizarro? Talvez seja um pouco. Ele ficou sendo o aluno “extra” da sala.


Após esse incidente, uma boa faixa de tempo a frente, uma nova turma se forma e um aluno um tanto especial chega até ela. Sakakibara Kouichi, um garoto que sofreu de um Pneumotórax, não imaginava que faria a diferença na classe 3-3. Sendo o novo aluno, ele não conhecia como funcionava o sistema da escola Yomiyama Norte. Mesmo conhecendo alguns colegas que foram visita-lo na sua hospitalização devido ao seu problema, ele desconhecia os mistérios de sua sala. Entre eles está a misteriosa, delicada e introvertida, Misaki Mei. Por ter um tapa-olho em seu olho esquerdo, escondendo sua impressionante habilidade que todos desconhecem, ela seria um caso raro e um tanto quanto curioso. Mas não foi isso que o Kouichi percebeu. Sendo ignorada por todos como alguém que não existe, até mesmo pelos funcionários da escola, a nossa “garota impossível” não se importa tanto com a situação. Porém, o garoto novo acha intrigante o estado de sua colega, que teve seu primeiro contato em um elevador indo até o necrotério do hospital onde estava hospitalizado.

Por consequência da situação curiosa, Kouchi descobre que todos a ignoravam como se ela estivesse morta. Como se ela fosse o “extra” da sala. Para tentar entender melhor esse afastamento que a escola pratica com a Mei, o garoto decidi perguntar a sua tia Reiko, que lhe responde com as lendas urbanas que rodam o local do seu estudo. Ela também explica as regras exclusivas da classe 3-3, na qual consiste, de maneira simplificada, que um garoto ou garota seja tratado como um morto e ninguém possa falar com ele. Por que acontece isso? Existe uma “calamidade” nessa classe específica na qual existe uma pessoa “realmente e irrealmente” morta. Mas como assim? Essa pessoa está morta, mas age como se fosse um viva. Parece, anda, fala e tal. É como se não estivesse morto. Enfim... Como ninguém sabe quem é essa pessoa morta, a turma prefere ignorar um escolhido para agir como se fosse o morto, e continuar a tradição de ter alguém “falecido” na classe. Mais uma vez. Mas por que isso? Porque se não seguissem uma dessas regras: proclamar um morto, ou achar o morto e realmente acabar com ele, matando-o de uma vez por todas, mortes misteriosas começariam a surgir entre as pessoas da sala, sendo elas alunos ou professores, diminuindo o número de pessoas na classe. 


Kouichi fica com essa história em sua cabeça, sabendo que as pessoas da sala pedissem que não conversasse com gente morta, referindo-se a Mei. No entanto, ele não segue as instruções dos seus colegas e continua a ter contato com a nossa protagonista, quebrando a regra de não ter comunicação com o morto. Ele, junto com alguns outros amigos, incluindo a Misaki, tentam descobrir o mistério por trás da “calamidade”, tentando entender o porquê dele, dela e todos da classe estarem ligados a essa maldição interminável, sendo obrigados a escolher e excluir, para sua própria salvação.

Gostaram da primeira recomendação de anime? Sinistro, dose de terror perfeita, mistério, sangue... Perfeito para quem gosta de histórias de detetive. Mas mesmo assim tenho certeza que serve para todos. Valeu, gente, por estarem aqui de novo. Isso significa muito para mim. É isso, galera. Antes, eu só gostaria de dizer que os livros que vou recomendar daqui para frente são produzidos pelo Wattpad. Então fiquem ligados, porque são grátis.

Vocês viram a resenha de um anime que pode ter tudo que pessoas que curte um terror básico, drama e investigação necessita. Eu apresentei para vocês, “Another”. E até a próxima, recrutas.

TRAILER:


Nenhum comentário:

Postar um comentário